Seguidores

terça-feira, 20 de março de 2007

Nua e Crua


-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~-
A poesia tem salvo conduto.
Condutora, ela é pura! É arte!
Transcende! Dizem que pensar
é transgredir.Certo! Nada mais limpo.
Humano! Que o coração do poeta gritando.
Se o poema nasce com regra...Não nasce,
padece no ventre.Ou morre ali...mais à frente.
O poema tem que ser livre.
Não é versículo bíblico.
É o grito de amor desesperado
Que se dá, sem cuidado...
Para entrar como oxigênio no sangue,
no corpo e n’alma dos apaixonados.
Se ele for cerceado, censurado...
por moralistas desinformados
Os versos murcham, morrem, matam!
Como mataram o menino arrastado.
Covardes, esquecidos do amor...
Vocês são os profetas do ódio.
O mesmo que vive escondido
No coração desumano dos criminosos.
Que esquecidos do amor...condenam
O que há de mais belo: a sensibilidade!
De saber que nascemos para criar
É aqui que mora a vida, a felicidade...
Poder se expressar quando a dor,
O desamor, a selvageria, a barbárie!
Quer tomar o lugar da Paz.
Vamos conjugar o verbo AMAR?!

-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~-
Hildebrando Menezes
Brasília/DF,11/02/2007

3 comentários:

Cecilia disse...

Hild...Querido amigo!!!

O que é isso??? Estou aqui lendo e relendo esse seu poema e estou emudecida...num estado de contemplação pura diante de tamanha beleza, versatilidade e tantas verdades...
Vejo aqui hasteada a bandeira do amor, da soliedariedade, da sensibilidade com primor...
E como você foi extremamente feliz aqui em transpor em versos a alma e o coração do poeta e que tu protagonizas com maestria...

Mais uma vez parabéns!!!

Beijos pra ti poeta!!!

Tamila disse...

Amigo! Eis o poeta dos poetas!
De aprendiz não tem praticamente nada..

Sinta meus aplausos!

Beijo, beijo!

Nanamada disse...

Hild,de todos so seus poemas é deste que mais gosto, aqui vc coneguiu imprimir sua personalidade,seu jeito de ser e pensar.parabens.Beijos aprendiz!!