Seguidores

segunda-feira, 30 de abril de 2007

Amor ao Próximo


Amor ao Próximo
♥ﺅﺊﺋﺋﺅﺊﺋ♥ﺅﺊﺋﺋﺅﺊﺋ♥

Começa agora em você mesmo ...
Que é o mais próximo do próximo.
Sabendo o que lhe faz tanto bem.

Para depois dividir com outrem.
Receber e dar felicidade a alguém.
Ir do pensamento ao ato. Isto convém!

Do lado contrário está o usurário. Sovina!
Tudo quer para si. Nada ao outro. Rapina!
Mas este amor pode ser infinito. Educado.

Vai da ternura à partilha. Amor refinado!
Um gesto. Um toque. Um mero bom dia...
Um olhar. Um enfoque. Um doar de sangue.

Amar ao outro é compartilhar o pão. Doação!
Educar. Conduzir. Mostrar. Dar. Orientar.
Abrir seu coração. Ser caridoso. Entregar amor.

Assistir a um doente...ou apenas ouvir somente.
Dividir seu alimento. Aquecer a um pobre carente.
Abraçar. Beijar. Acariciar. Dar um riso contente.

Abrigar. Cativar. Proteger. Compreender. Falar.
Por vezes apenas ser para preencher uma solidão.
Não ter. Entregar seu pouco que é muito ao outro.

Lembre-se... o próximo é você ali no espelho.
Sentir-se nele. Feliz por ele. Sofrer com ele.
Deixar que o amor mostre, console e conforte.

Toda a sua delizadeza. Sua força e destreza.
É o poder divino que instrumenta sua beleza.
Se manifesta na empatia a dor do semelhante.

Compreenda o amor não é só para você. Tem vertente.
Vá ao outro. Seja. Ele vive em você. No mesmo tecido.
Apreenda a amar ao próximo como a sí mesmo.

Este é o maior e mais sublime dos ensinamentos.
Tão simples. Tão complexo. Faça o nexo causal.
Dê o sentido. Movimente a solidariedade universal.

Foi pensando nisso que esbocei estes poucos versos.
Para que o amor ao próximo consiga mais adeptos...
E possamos todos unidos celebrar o seu sucesso.

♥ﺅﺊﺋﺋﺅﺊﺋ♥ﺅﺊﺋﺋﺅﺊﺋ♥ ♥ﺅﺊﺋﺋﺅﺊﺋ♥ﺅﺊﺋﺋﺅﺊﺋ♥ ♥ﺅﺊﺋﺋﺅﺊﺋ♥ﺅﺊ

Hildebrando Menezes
Brasília/DF, 30/04/2007

7 comentários:

Anônimo disse...

Esse é o primeiro e o maior mandamento: AMAR O PRÓXIMO COMO A SI MESMO.
*Fazer para os outros o que queríamos que os outros fizessem por nós.* É a mais completa expressão da caridade, porque resume todos os deveres para com o próximo.
Amar, no sentido profundo da palavra, é ser leal, probo, consciencioso, para fazer aos outros os que se quereria para si mesmo; é procurar ao redor de si o sentido íntimo de todas as dores que oprimem vossos irmãos, para abrandá-las.Somos uma família, somos irmãos indiferentes de cores ou raças ou classe sociais.
Ainda Hilde, conseguiremos eliminar está chaga que infecta a humanidade, O EGOÍSMO aguçado.Fico triste com tantas desigualdades, infelizmente, ainda são necessárias para bulinar os nossos sentimentos e melhorar a nossa essência que o nosso Criador plantou; a sementinha do *AMOR* que está guardada nas profundezas de nossas almas e muitos não sabem que habita ahi esse lindo poder de AMOR e que necessita ser aflorado e direcionado.Acredito no ser humano por mais barbárie que estejamos presenciando e acredito que ainda chegará um dia, o momento em que o ser humano se cansará dessas maldades tão horripilantes e baixará as armas e caminhará para o Verdadeiro BEM. Porque ainda o bem é relativo para muitos.PAPAI DO CÈU acredita em sua criação e não dispensará nenhum de nós.O que escreveu não saberei expôr o quão é verdadeiro essa preocupação para com nossos semelhantes.Minhas admirações, você é divino em elegância em projetar seus sentimentos tão magníficos, você é verdadeiro.Por isso não me cansarei de dizer que você E-S-P-E-C-I-A-L!Mais uma vez te felicito pelo seu dia tão sagrado que foi a sua vinda a este mundão para fazer a sua diferença e exalar sentimentos e preocupações para com seus irmãos. Você, realmente, está fazendo a sua parte.Cada um de nós devemos fazer um pouco que seja a nossa parte!PARABÉNS Hilde!!Espero que eu tenha conseguido expressar algo e não como da outra vez.Te adoro!
Roselye

Jeanne disse...

É anjo... Mandou ver neste poema eih? Eis que mais uma questão polêmica... que levanta opiniões diversas e é tema para uma conferência até... rsrs!
Acho que não somente o egoismo e o excesso de amor próprio são sempre as causas do desamor para com o outro... partindo do pressuposto de que não conseguimos dar akilo que não temos, não sentimos e nem ao menos sabemos o que seja, fica claro que muitas vezes a falta de amor esta atrelada a questões sociais. Na sociedade que vivemos não é incomum encontrarmos pessoas que não sabem nem o que é amar a si próprio, e devido a isso jamais poderão doar o amor a quem quer que seja... Aprendemos sempre que devemos amar ao próximo como a nós mesmos não é? Pois se alguém não consegue se amar, como amará o próximo? Se esse alguém não teve qualquer oportunidade de desenvolver amor a si mesmo... se não recebeu, se nunca teve contato com o tal do amor, como poderá desenvolve-lo por alguém?
As crianças da nossa terrivel realidade, passam por esses questionamentos.. e como elas serão o futuro do nosso BRASIL, isso me preocupa profundamente... já que elas serão as responsáveis por transformar esse mundo de violência e miseria em um mundo de paz e AMOR, amor a si primeiramente e consequentemente amor ao próximo... mais qual o amor que elas vem recebendo? qual o amor que elas poderão manifestar amanhã??
Acho que ai é que entramos nós, e suas belissimas palavras... devemos direciona-las, ensina-las e educa-las para amar...
E não nos enganemos achando que é facil não... Pq se formos parar para entender o amor na sua concepção mais ampla, veremos que de todos os sentimentos, esse é o mais dificil de se praticar... por sermos egoistas, por não sabermos o que é realmente o amor, por sermos sovinas, por sermos excessivamente orgulhosos, vaidosos, por termos excesso de amor próprio, ou a completa ausencia dele, por todas essas razões que ja dissemos anteriormente... mais diante de tudo o que ja dissemos, acho eu que dificuldade de praticar o AMOR ao próximo, esta justamente na falta do hábito de exercitarmos desde cedo a EMPATIA. Se conseguirmos ver e amar o outro de acordo com as suas necessidades, boa parte dos problemas estariam resolvidos...
Bjusssssssssss no seu lindo cuore...

poemas disse...

Adorei o poema!!!! Simplesmente fantástico,uma pequena amostragem do seu real amor e respeito ao próximo.
Como essa vida seria diferente se as pessoas tivessem, mais empatia do que simpatia....Pois ter
empatia é a maior prova de amor fraterno
Hild o aniversário é seu,mais quem ganha somos nós....com esse maravilhoso poema.
Bjos

Cecilia disse...

Olá Hild!!!

Mas um vez você se superando...

Tudo que o poeta diz aqui nos faz refletir!

O que realmente estamos de fato fazendo pelo amor ao próximo?

Quando tantas pequeninas coisas, tantos pequeninos gestos, atitudes,podem na somatória fazer "A DIFERENÇA".

E com esse alerta você sutilmente vai abrindo nossos olhos para que nos tornemos melhores...
"Amai-vos uns aos outros como a ti próprio"
É o primeiro mandamento.

Parabéns poeta você colocou em versos tão belamente aquilo que devemos colocar em prática sempre!

Beijos no seu grande coração solidário

Carmen Cecilia

Elizabete disse...

Olá!!!!Hild, muito lindo o poema...adorei...
Como sempre, vc nós dando esse presente atraves de lindas palavras, "Amor ao Próximo", Nossa vc foi fundo, isso é a coisa mais linda que temos em nosso coração o Amor entre nós irmãos....
Meus parabéns!!!!
Beijos
Betty

andrea antonia disse...

Amei o poema!

Seus versos além de lindos vem a calhar pois nunca o amor ao próximo precisou ser tão enfatizado.

Estamos vivenciando cada vez mais uma época em que o egocentrismo predomina (o tô nem aí que virou rotina infelizmente)

E assim esquecemos do próximo e do bem que podemos fazer em simplesmente compartilhar, amar e se doar todos os dias como diz o primeiro mandamento.

Belas palavras poeta!
Resta o ser humano cair em si e segui-las!

Beijos

Andréa

escorpyana disse...

Ame ao próximo como a si mesmo,istoque falta na humanidade.Lindo adorei.Obrigada pela autorização.Meu mail é escorpyana@gmail.com
Minha humilde casa é www.mysturasdaescorpyana.blogspot.com.
Espero ter a honra de sua visita.Boa quinta.
beijussssssssssssssssss