Seguidores

segunda-feira, 16 de abril de 2007

Os Lábios da Selminha



Os Lábios da Selminha
.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~-

Lábios que te quero...Eu vi!
Olhei para eles e estremeci.
Tudo aqui piscou. Virou alvoroço
Bagunçou. Perdi a hora do almoço.

Que lábios tão doces, tesudos,
carnudos, brilhantes...um colosso!
Desci meus olhos para o corpo.
Os cabelos...negros... soltos.
Vistosos, escuros como a noite.

Viajei no veio do pescoço ao decote.
Que seios fartos. Polpudos. Rijos.
Auréolas, mamilos, umbigo. Perfeitos.
Esta mulher existe? Ou é fantasia?

É sonho. Pesadelo... não tê-la.
Quero navegar meus beijos quentes
em suas sardas salientes, transparentes.
Sentir o calor matreiro do abraço dela.
Bem dado, colado. Fico até meio tarado.

E quando ela fala. Me olha. Embala sua voz.
Me come com seu olhar matador. Circula
no meu ouvido. Tira a minha roupa. Fico nú!
Perco os sentidos e nem sei mais o que digo.

Vou do calor ao calafrio. Quando me toca...
então o que faço? Desmaio? Me entrego?
Santo e Eterno Deus. Me ajude. Socorro!
Estou que é só calor. De repente...calafrio.

Mata meu desejo Selminha
Sei que não estás na minha
Mas pedirei a fada rainha...
para lançar de leve a varinha.

E fazer você me sentir, me ver...
me ter nestes versos inconfessos.
Querendo apenas fazer-te um carinho,
um dengo, um sorriso...homenagem.

Dizendo baixinho que isso sim que é viver
Vislumbrar... estar com você é poder...
Alma sensível! Coração forte e valente.
Seus encantos me comovem. Viro nobre.

O que me consola a cachola neste instante
é saber que se não for agora nesta existência...
Será noutra ali na frente. É só desconstruir.
Reconstruindo sonhos num canto da eternidade.

Uma espécie de quimera construída nas estrelas...
para que o amor se faça presente com você.
A imaginação aqui está tão boa. Meiga. Doce.

Que sinto as bençãos dos céus. Dos anjos proféticos...
tanto dos santos, quanto dos profanos, em uníssono
dizendo, cantando: AMÉM! Vai! Provoca. Tire o sono.

Mesmo que agora seja uma singela e forte amizade.
O que vale é falar de amor para ela, com intensidade!
Porque Selminha merece todas as honras e preces.
Para afastar dela a tristeza, dando-lhe toda a certeza...
de que vale a pena, rabiscar, tentar descrever a sua beleza.

.-~*´¨¯¨`*•~-.¸,.-~*´¨¯¨`*•~- .-~*´¨¯¨`*
Hildebrando Menezes
Brasília,DF-16/04/2007

3 comentários:

Cecilia disse...

Nesse poema, não vejo só a química de um homem enternecido por uma mulher atraente e envolvente...e a quem admira...

Mas vejo sim uma verdadeira devoção, carinho cuidadoso, que transcende qualquer parâmetro...

Vejo aqui a intensidade dos sentimentes a flor da pele, do ser idolatrando outro ser, nesse poema que transborda emoção mesmo que seja em outra dimensão...

Simplesmente lindo!!!

Carmen Cecilia

APRENDIZ DE POETA disse...

Ah minha amiga inspiradora ....minha "anja de luz" eu tinha que escrever estes versos sim..mas os escrevi com a pureza de minh'alma sem nenhuma outra intenção que não a de homenagear a nossa amizade tão linda... tenho outras anjas..aqui na terra que tambem ficaram enciumadas..mas não deram o braço a torcer...mas tudo bem!expliquei a elas que quando um poeta vê algo que o inspira é inevitável conter sua obra!(falei certo?) rsrsr!
Boa noite querida! Um bj!
Obs: Se não se conformarem que escrevam poemas melhores, ora bolas. A arte as vezes ensina a vida e quem não souber vivê-la vai ficar a ver navios...que pena! Escrever vale a pena quando a alma não é pequena. Só isso. Escolha seu destino e deixe o amor fluir. Hilde

poemas disse...

PARABÉNS!!! Adorei essa poesia,cheia de carinho,zelo e admiração.
Porém tenho qe admitir que a fonte de inspiração faz jus ao poema.
Parabéns Selminha pela mulher e pessoa que tu és.E ao poeta que soube traduzi-la em versos tão lindos e cheio de emoção.