Seguidores

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

DA NÉVOA À LUZ - Hildebrando Menezes





Estive na escuridão
Tateando à sua procura
Numa infinita solidão
Entre a razão e a loucura

Mas eis que do meio da bruma...
Surges do breu como um vaga-lume
Avistei o teu vulto na proa
E nosso olhar se tocou à toa

Do fundo d’alma ouvi a tua música
E os sentidos acordaram melodiosos
Abrindo enorme clarão no céu
Despertando o amor e a paixão

E agora nossos olhos vêem
Com clareza, nitidez e emoção
Ao saber que não dá mais para fugir...
Porque estão na mesma dimensão

Foi à força poética da atração
A chamar e a clamar pela união
A unir com ternura nossos corações
E como é bela esta configuração

Eu e você no mesmo diapasão
Vestidos e afinados no perdão
Por viver tanta dor e separação
E tudo mais não importa...

Dúvidas, diferenças, ausências
O que fica e liga... É a presença!
Vencendo o medo e a indiferença
Estamos firmes, serenos e convictos

Do nosso amor que se avista
Ali... No horizonte... Tão bonito!

(Hildebrando Menezes)


DA NÉVOA À LUZ - Hildebrando Menezes
http://www.youtube.com/watch?v=wYRu0UJC7Eo


No programa de rádio VERSOS AO LUAR estou redescobrindo poemas que nem imaginava que os havia escrito, este é um deles, que emergiu lá da voz do locutor da Rádio Sol e ganhou este vídeo maravilhoso. Não posso esconder o quanto está sendo prazerosa essa experiência diária de conhecer a si próprio através da poesia que um dia qualquer rabisquei e ficou lá nos escaninhos da memória pedindo pra ser posto pra fora. Obrigado Enise por mais este belo momento. Hilde

Um comentário:

Rosana disse...

Lindo duo...amei!!