Seguidores

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

PERDÃO PRÓPRIO...

Eu já me perdoei Por ser o que sou Já não dói tanto As inconsequências Deste amor bandido Que aposta no perdido Tira leite das pedras E não se conserta Nem nas transparências E as tantas displicências... Desse jeito de ser criança Mas para que ser adulto? Em um mundo só de astutos Sinto que perderei a poesia Se me preocupar em demasia Para que sentimento de culpa? Se bagunçar-me noutra folia Sem a pureza limpa da alegria Gosto mesmo é da estripulia Nesse jeito louco de se doar Na vontade ébria de te amar Hildebrando Menezes Assista em vídeo: Perdão Próprio HILDEBRANDO MENEZES http://www.youtube.com/watch?v=8tK45RGdCgY

Um comentário:

Sílvia Mota a Poeta e Escritora do Amor e da Paz disse...

O poeta encanta e emociona... Beijosssssss