Seguidores

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Tantos poderes...tantos! - Duo: Hilde e Enise




Tantos poderes...tantos! - Duo: Hilde e Enise


Na fogueira das vaidades
O que arde são as imperfeições
O que impera é a iniquidade
No fogo raso das razões...

Onde a sutil delicadeza...
Fugiu pra dentro dos porões
E a essência da vil beleza
Pegou carona nos vagões...

Na fogueira das vaidades
Sobram rasteiras e peixeiras
No cardápio são servidas baboseiras
Que mutila os versos das canções...

Os tantos poderes tantos... Desgastam e Cansam
Mergulhados na fadiga dos enquantos
No duelo entre as intrigas inimigas
Que implicam com as ilusões...

Um poder que não respeita os poetas
Os amantes sem etiquetas
Cultua a inveja e o ciúme sem silhueta
Na base dos ardis e dos queixumes

Aborta do ventre a simplicidade
Dissemina o luar com a maldade
Maltrata com mentiras e inverdades
Todos os caminhos da justa felicidade

A pureza multiplicada é castrada
Cambaleia pela estrada em agonia
A natureza não derrama o amor em rebeldia
Como fosse sua hora de dourar

Ao ódio só sobrou verter seu drama
Pouco importa se ele cresce ou inflama
E pelas lágrimas sem dono aqui sofridas
Do poeta sensível ao abandono

Só restou romper passível como abono... A porta da despedida!


Duo: Enise e Hilde
http://recantodasletras.uol.com.br/poesiasdetristeza/2543032
Veja o poema em vídeo:
Tantos poderes...tantos! - Duo: Hilde e Enise
http://www.youtube.com/watch?v=rC1ptLv4jhQ
Não é só na política que as inverdades, invejas e ciúmes poluem nosso ambiente, mas também na literatura, no convívio poético onde as vaidades afloram e se levantam falsas amizades com suas garras tenebrosas. É preciso estar atento com essa práxis odiosa e não se deixar levar por ela. Enise uma amiga querida de todas as horas soube bem escrever comigo e dar esse valioso recado neste vídeo reflexivo e imperdível. Hilde

Um comentário:

KêDy disse...

Belo blog e boas ideias de postagens...